Situação Meteorológica Adversa – ventos fortes

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
anpc

De acordo com a previsão do Instituto de Meteorologia, o território de Portugal Continental irá sofrer os efeitos de ventos intensos nos próximos dias, acompanhados pela diminuição das temperaturas, em especial das mínimas, e a queda de precipitação, que poderá ser em forma de neve em cotas acima dos 1300 metros.
Assim, prevê-se a partir de hoje, 3.ª feira (28OUT) e até 6.ª feira (31OUT):

  • Hoje (3.ª feira, 28): Aguaceiros fracos na região Sul e interior Norte e Centro, que podem ser de neve acima dos 1300 metros. Vento forte de norte no litoral e terras altas, até 65 km/h, soprando com rajadas até 90 km/h. Descida de temperatura máxima, em especial no interior. Ondulação marítima na costa ocidental até 5 metros.

  • Amanhã (4.ª feira, 29): Possibilidade de aguaceiros fracos durante o dia, agravando no Minho para o fim do dia, onde podem ocorrer períodos de chuva. Possível queda de neve acima dos 1300 metros. Vento forte de noroeste no litoral e terras altas, até 50 km/h. Descida pequena das temperaturas mínimas, com formação de geada no interior. Ondulação marítima na costa ocidental até 3,5 metros.

  • Depois de Amanhã (5ª feira, 30): Chuva na região Norte, estendendo-se gradualmente às restantes regiões, passando a regime de aguaceiros. Queda de neve acima dos 1300 metros. Possível queda de granizo e ocorrência de trovoada na região Norte. Vento forte de noroeste no litoral, até 40 km/h, soprando muito forte nas terras altas, até 65 km/h, onde há possibilidade de rajadas até 110 km/h. Ligeira subida das temperaturas mínimas. Ondulação marítima na costa ocidental até 5 metros.

  • Sexta-feira (dia 31): Aguaceiros que serão de neve acima dos 1300 metros. Vento moderado de noroeste no litoral, até 35 km/h, soprando forte nas terras altas, até 40 km/h.

    A Autoridade Nacional de Protecção Civil recomenda à população a tomada das necessárias medidas de prevenção e autoprotecção e especial atenção:

  • Aos avisos e recomendações das autoridades competentes, mantendo-se atento à situação;
  • Ao fecho de portas e janelas assim como à arrumação de equipamento solto, caixotes de lixo ou outros objectos;
  • À adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
  • À circulação em áreas arborizadas tendo especial cuidado com a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil continuará a acompanhar a situação em estreita colaboração com o Instituto de Meteorologia.

 Fonte: Autoridade Nacional de Protecção Civil

 


Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.

  1. Siga-nos no Facebook Siga-nos no Facebook
  2. Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
  3. Siga-nos no Google Plus Siga-nos no Google Plus
  4. Siga-nos no Youtube Siga-nos no Youtube
  5. Siga-nos na Wikipedia Siga-nos na Wikipedia
  6. Siga-nos por RSS Feeds Siga-nos por RSS Feeds
  7. Siga-nos no Flickr Siga-nos no Flickr
  8. Siga-nos no Issuu Siga-nos no Issuu
  9. Siga-nos no Instagram Siga-nos no Instagram