Incêndios florestais: Cerca de 82 mil hectares arderam este ano

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
IncendioFlorestal04

Cerca de 82 mil hectares de floresta e mato arderam desde o início do ano, valor superior ao dos últimos quatro anos, segundo dados provisórios da Autoridade Florestal Nacional (AFN) divulgados hoje. O relatório provisório de incêndios florestais, disponível na página da Internet da AFN, refere que entre 01 de Janeiro e 15 de Outubro arderam 82600 hectares, na sua maioria matos (59285), enquanto no mesmo período do ano passado a área ardida foi de 15260.

Os dados provisórios mostram, igualmente, que a área ardida até 15 de Outubro supera os valores de 2006, 2007 e 2008, sendo apenas inferior a 2005, quando arderam 338 mil hectares.
No entanto, a AFN destaca que a área ardida até 15 de Outubro é "44 por cento" inferior à média de área ardida entre os anos de 1999 e 2008, altamente inflacionada pelos anos de 2003 e 2005, em que arderam 425 mil e 338 mil hectares, respectivamente.
Com 23441 ocorrências, o número de incêndios registados este ano também já ultrapassou as ocorrências verificadas nos últimos quatro anos.
Dos incêndios registados, 5627 foram classificados como incêndios florestais e 17814 como fogachos.
O distrito onde se registaram mais ocorrências de fogo foi o do Porto, com 6422, número "fortemente influenciado pelo elevado número de fogachos" (5576).
Viseu, Braga e Vila Real apresentaram também um total de ignições acima de dois milhares.
No entanto, o distrito onde ardeu mais área foi o da Guarda, onde o fogo destruiu 17650 hectares. Também Vila Real e Braga foram "muito afectados", tendo os incêndios destruído áreas superiores a 17 mil e a 10 mil hectares, respectivamente.
O relatório indica também que o maior número de incêndios ocorreu em Setembro, com 7136, seguindo-se os meses de Agosto (4806) e Março (3705), apesar da maior área ardida se ter registado em Agosto (33281 hectares).
Segundo os dados provisórios, entre 01 de Janeiro e 15 de Outubro registaram-se 128 "grandes incêndios" (com área igual ou superior a 100 hectares).
O maior incêndio deste ano ocorreu no distrito da Guarda, no concelho do Sabugal, no fim de Agosto, e consumiu 7080 hectares, tendo origem "intencional", refere ainda o documento da AFN.

Fonte: Jornal BombeirosdePortugal.pt

 


Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.

  1. Siga-nos no Facebook Siga-nos no Facebook
  2. Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
  3. Siga-nos no Google Plus Siga-nos no Google Plus
  4. Siga-nos no Youtube Siga-nos no Youtube
  5. Siga-nos na Wikipedia Siga-nos na Wikipedia
  6. Siga-nos por RSS Feeds Siga-nos por RSS Feeds
  7. Siga-nos no Flickr Siga-nos no Flickr
  8. Siga-nos no Issuu Siga-nos no Issuu
  9. Siga-nos no Instagram Siga-nos no Instagram