Projecto garante mais segurança na Praia de Santo Amaro

Quarta, 01 Junho 2016 20:36 Gabinete de Sistemas de Informação
Versão para impressão
Comandante dos Bombeiros de Paço de Arcos defende que segurança em Santo Amaro "não existirá em muitas praias do mundo" depois de colocado em prática este projeto piloto.
A Praia de Santo Amaro de Oeiras passa a ser uma das mais seguras do país. Isto deve-se a um protocolo inédito (Plano Integrado de Prevenção e Prontidão em Praias) - assinado entre os Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos, os concessionários da praia e a União de Freguesias de Oeiras e S. Julião, Paço de Arcos e Caxias, que vai aumentar a capacidade de resposta ao socorro nesta praia, durante a época balnear.
Este projecto piloto já está operacional desde dia 14 de maio e vai colocar 5 nadadores salvadores (que são também bombeiros) em permanência no areal. Os Bombeiros de Paço de Arcos vão ainda assegurar um comandante de operações, uma mota de água de socorro e resgate, um Rádio SIRESP, 6 Rádios VHF Marítimo, 4 malas de emergência pré-hospitalar e dois planos duros de resgate. Haverá também na praia um desfibrilhador automático externo, oferecido pela União de Freguesias.

Durante os fins-de-semana, haverá, para além da mota de água, duas embarcações de socorro e resgate, e ainda uma ambulância de socorro (que se situará na Praia de Paço de Arcos).

Segundo Ricardo Ribeiro, "o desfibrilhador e o sistema de comunicação são elementos que nos diferencia do ponto de vista da segurança, garantindo uma resposta ao mais alto nível".

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Paço de Arcos adiante que atualmente "a Praia de Santo Amaro de Oeiras oferece uma segurança de excelência, que provavelmente não existirá em muitas praias no mundo".

Anteriormente, lembra, "uns faziam o resgate, outros a estabilização e outros conduziam à unidade hospitalar. E os nadadores salvadores tinham um telemóvel".

Defendendo que este modelo pode ser aplicado a todo o país, Ricardo Ribeiro destaca o papel dos concessionários, que "tiveram uma perspetiva de responsabilidade social, colocando a atividade económica atrás da segurança dos utentes". E acrescenta: "há uma clara vantagem para os concessionários fazerem projetos integrados com bombeiros".

Por sua vez, Nuno Campilho, presidente da União das Freguesias (UF), realçou que "a iniciativa é muito reveladora do trabalho ao serviço dos outros. A UF tem uma estrutura e orçamento muito limitada, mas onde houver um munícipe a precisar de ajuda, nos estamos lá".
 
Fonte: Jornal da Costa do Sol, 1 de Junho de 2016
 
 
Actualizado em ( Quarta, 01 Junho 2016 21:05 )  


Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda mais informações, consulte a nossa Política de Cookies.

  1. Siga-nos no Facebook Siga-nos no Facebook
  2. Siga-nos no Twitter Siga-nos no Twitter
  3. Siga-nos no Youtube Siga-nos no Youtube
  4. Siga-nos na Wikipedia Siga-nos na Wikipedia
  5. Siga-nos por RSS Feeds Siga-nos por RSS Feeds
  6. Siga-nos no Flickr Siga-nos no Flickr
  7. Siga-nos no Issuu Siga-nos no Issuu
  8. Siga-nos no Instagram Siga-nos no Instagram